sexta-feira, 29 de junho de 2007

Diário de uma funcionária pública nas Universidades Federais

6:30h da manhã -->
Como sempre mais um dia de cão; pensei que essa noite meu marido iria me procurar, mas pelo visto o futebol é mais importante do que eu.
Tomei meu banho quente, calcei meus chinelos e fui acordar as crianças para irem à escola. Cheguei à mesa, o café já estava posto, comi sem dar uma palavra com os demais que estavam sentados (meu marido e meus dois filhos, Carolina e Adriano); Por que ser tão agradável com eles se não dão a mínima para mim?

Troquei de roupa, fui até a garagem e percebi que o pneu do meu carro estava furado (P$## Q*& P@¨!#) troquei sozinha, já que o inútil do meu marido já tinha ido embora com as crianças. Nem pra trocar um pneu aquele traste serviu.

Por incrível que pareça o trânsito dessa cidade é horrível.

8:30h -->
Cheguei no meu trabalho e já tinha uma dúzia de alunos querendo alguma coisa naquela maldita coordenação. Juro que hoje tentei ser o mais amigável possível com aquele povo metido a intelectual, que só quer tudo na hora; Oxi, não é da minha conta se aquele idiota vai perder o estágio se não levar uma declaração para o professor... eu já estou com meu emprego garantido, eles que se virem e tentem arrumar algum dia, se poderem, um emprego federal.


9:30h -->
Hora do meu cafezinho com minhas amigas... Os alunos que esperem mais um pouco, inventei que o sistema estava inoperante e sai da sala; como todos os dias, encontrei a Mazé e a Luzia no corredor. Tomamos o nosso café e acabei sabendo que a o coordenador do curso de História está tendo um caso com a Maria do curso de Matemática. Bem que eu suspeitava, pra que tanta integração com dois cursos que não tem muita conexão.

10:00h -->
Graças a Deus os alunos desistiram e foram embora... Ainda bem, pois assim deu para eu continuar meu papo com as meninas pelo MSN. Chegou alguns alunos muitos chatos pedindo horário... (P$## Q*& P@¨!#) o que eles fazem com tanto horário? Não ia parar meu bate papo para atender mais um capricho desses imbecis que pagam meu salário, com impostos caríssimos , do mesmo canto em que eu estava falei que o sistema estava inoperante.

11:30h -->
Entreguei alguns relatórios, que vieram da reitoria, para o meu coordenador e falei que estava com muita dor de cabeça e pedi para sair mais cedo para casa. Sai da sala e fui esperar as meninas na lanchonete pertinho... Ao meio-dia saímos todas e fomos almoçar.

...

E ainda dizem que a gente não trabalha!

Um comentário:

... disse...

Simplesmente ADOREIIIII!!!
rsrsrsrs.
Estudo letras numa universidade federal... a UFES... imagina o quanto entendi o seu texto.. rsrsrsrsrsrrs.
Perdão pelo termo "xulo", mas é foda mesmo. rs.
Vou mandar uns colegas meus entrarem aqui... Eles vão adorar!!